0

Os terríveis dois anos

Meu pequeno serelepe

Meu pequeno serelepe

Queridos papais e mamães, se vocês tem um pequerrucho que vai completar 2 anos, preparem-se! Principalmente se o pequeno tiver energia pra dar, vender e ainda sobrar pra deixar a mamãe (ou quem cuida) enlouquecida e extremamente cansada.
No meu caso, os 92 centímetros do João me deixam descabelada e, muitas vezes, sem paciência. Ele fala o dia inteiro “mãe, olha isso”, “mamãe, vem cá”, “mãe, eu quero” enquanto eu preciso fazer mileuma coisas, além disso está descobrindo o mundo e não quer saber de mais nada a não ser de xeretar em tudo.
Começa com não querer dar as mãos pra andar pela rua, muitas vezes não obedece, é teimoso, manhoso, quase sempre faz birra quando eu digo “não”, quer mexer no fogão, arrasta a cadeira pra subir e mexer nos botões da máquina de lavar roupas, abre as gavetas pra procurar o gorro (sim, o gorro e não me pergunte o porquê) e tira tudo até encontrá-lo, se joga na terra imitando nosso cachorro, pisa no cocô de propósito, arrasta a cadeira pra alcançar o congelador, abre e fica rindo com a cara enfiada lá dentro,  joga os brinquedos pro alto sempre mirando alguma coisa – tipo a minha cabeça – , dá brinquedos pro cachorro mastigar, repete tudo o que a gente fala (mamãe aqui super se policia com os palavrões), morde criancinhas no parquinho, peida e vem correndo me avisar, passa pomada no cabelo, come creme hidratante, liga e desliga, liga e desliga, liga e desliga a televisão, sobe em tudo, mexe em tudo e quando eu dou bronca ele dá uma risadinha bem malandra como essa da foto aí de cima…como pode?!!
Eu sei que tudo é novo pra ele, que eu preciso ter paciência e que é uma fase que dura aproximadamente um ano (socorro!) mas eu devo agradecer por ele ser um menino saudável, forte, inteligente e feliz. Eu vivo reclamando de cansaço no fim do dia mas no fundo estou sorrindo porque o que interessa mesmo não é a sanidade da mãe e sim a saúde do filho…e vamos que vamos porque o show está só começando!!
 

Anúncios